PPP da Habitação avança e Cetesb recebe estudo ambiental

0
78

Com a pauta habitação social ocupando boa parte da agenda do prefeito Ricardo Nunes, a Leopoldina entra no radar municipal com o avanço da Parceria Público Privada (PPP) que prevê a construção de cerca de mil unidades, 200 delas para quem ganha entre seis e 10 salários-mínimos.

O Consorcio Uno, parceiro privado da prefeitura nesse projeto em terreno municipal na Avenida Imperatriz Leopoldina, encaminhou para a Cetesb estudo ambiental sobre a contaminação do terreno com proposta de ações de descontaminação. “Os estudos ambientais foram concluídos em março e encaminhados para análise da Cetesb, agência paulista responsável pelo desenvolvimento de ações de controle, licenciamento e fiscalização ambiental”, informa, em nota à imprensa, a Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (COHAB-SP), proprietária do terreno de 30 mil metros quadrados na Leopoldina, que no passado foi usado como garagem de ônibus da extinta CMTC. A nota prossegue informando que “quando “houver parecer final sobre o estudo, serão iniciados os serviços de descomissionamento da área (demolições) e remediação”.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY