Cuidadora denuncia diretor de escola por agressão verbal e racismo

0
133

Mais uma vez o diretor da Escola Estadual Miss Browne, localizada na Rua Padre Chico, é alvo de denúncias. Em 2019, alunos e grêmio estudantil, com apoio de professores, realizaram uma manifestação contra o diretor por causa de atitudes consideradas prejudiciais à escola, como o fechamento de salas, tentativa de implementar o PEI (Programa de Ensino Integral) sem aprovação da comunidade escolar, o que acabou ocorrendo, além de relatar situações de assédio moral, machismo, racismo, posicionamento autoritário e tratamento diferenciado entre os funcionários.

Dessa vez, foi registrado na segunda-feira (21) um boletim de ocorrência no 23º DP motivado por injúria. A vítima trabalha como cuidadora de um menino que tem autismo, aluno da escola, e afirma que no dia 17 de março sofreu ameaça, agressão verbal e racismo por ser nordestina.

Questionada, a Secretaria da Educação afirma que repudia qualquer conduta de racismo ou violência dentro ou fora do ambiente escolar. A Diretoria de Ensino da Região Centro abriu uma apuração preliminar sobre o caso. Todos os envolvidos estão sendo ouvidos.

Em outras denúncias, os fatos foram apurados por uma comissão, que concluiu que não havia embasamento nas acusações. A escola, assim como todas as unidades da rede estadual, seguem reforçando as diretrizes da Educação Antirracista. O caso está sendo inserido na Plataforma Conviva SP – Placon, que acompanha os registros de ocorrências escolares.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY