Estações CPTM Lapa e Leopoldina receberão melhorias

0
559

Foto: Divulgação

Divulgação
Estação Lapa terá melhor acessibilidade

De um lado, embates com Ministério Público Estadual por conta de problemas na operacionalização dos serviços ferroviários contratuais. Do outro, anúncio de importantes obras em estações como a Lapa e Imperatriz Leopoldina. Esse é o atual momento da ViaMobilidade, concessionária responsável pelas  linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da CPTM

Em relação à modernização das estações Lapa e Leopoldina e de outras 5 nos dois ramais, o foco é na acessibilidade. Na Estação Lapa, a principal novidade é a construção de uma passarela para a transposição das vias, com o objetivo de garantir acessibilidade aos passageiros na passagem de uma plataforma para outra. Além disso, serão instalados dois elevadores e um bloqueio acessível, com sinalização tátil direcional. Já a estação Leopoldina ganhará três elevadores e bloqueio para pessoas com deficiência, uma nova bilheteria e um paraciclo. A passarela existente de acesso da estação receberá uma cobertura metálica e iluminação nova.

Nas duas estações, todas as escadas fixas, tanto as existentes quanto as que serão construídas, terão corrimãos e canaletas para condução de bicicletas. Estão previstas, ainda,  a execução de sinalização tátil e  soluções para redução do vão entre o trem e as plataformas. Além disso, serão construídas novas salas operacionais. Os sanitários públicos e vestiários para os colaboradores serão revitalizados e outros serão construídos para atender  pessoas com deficiência.

Por conta de repetidas falhas operacionais nas linhas 8 e 9,  consideradas graves e comprometedoras em termos de segurança do usuário pelo Ministério Público, a ViaMobilidade está sob pressão. Segundo relatório do Ministério Público, no primeiro ano de operação da empresa (janeiro de 2022-janeiro de 2023), foram verificadas 166 falhas.

Diante disso e da ausência de providências, a promotoria, que apontou uma série de fatores que tornam os ramais  obsoletos, cogitou pedir, em março deste ano,  a extinção do contrato entre empresa e governo estadual. Dias depois a concessionária apresentou proposta de acordo de novos investimentos da ordem de R$ 87 milhões,   prevendo  melhorias adicionais na recuperação da infraestrutura das linhas 8 e 9. “Estivemos no Palácio dos Bandeirantes juntamente com representantes do Ministério Público e, naquele encontro, pudemos definir novas iniciativas que melhorarão muito o cotidiano de nossos clientes”, diz o presidente da ViaMobilidade, Marcio Hannas.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY