Página Editora realiza evento com novo subprefeito da Lapa

0
135

Foto: Samuel Barcellos

Samuel Barcellos
Representantes do poder público e da comunidade, além de empresários, prestigiam evento

Com o apoio do prefeito Ricardo Nunes, que vem se empenhando em aprovar o repasse de maior volume de recursos do Fundo de Desenvolvimento Urbano (Fundurb) para obras de recapeamento e pavimentação, o novo subprefeito da Lapa, Ismar Marcilio de Freitas Neto, promete cuidar das questões de zeladoria – entre elas as operações de tapa buraco – como prioridade nesse início de gestão.

A zeladoria foi o principal tema debatido pelo subprefeito no encontro “Café com a Comunidade”, iniciativa da Página Editora e do Jornal da Gente, que reuniu, na terça-feira, 25, na sede da Sociedade União Fraterna, uma plateia de mais de 80 convidados, entre os quais representantes das entidades que atuam na região, líderes comunitários e empresários, além da presença dos vereadores Rubinho Nunes (UNIÃO) e Fábio Riva (PSDB), do secretário executivo de Abastecimento do município, Carlos Fernandes, e do presidente da Ceagesp, Jamil Yatim. Além do apoio do União Fraterna, o café teve como apoiadores a Alfa Realty e a AVL – Associação Viva Leopoldina.

O novo subprefeito, que assumiu o posto no início de abril, disse já ter tido a oportunidade de comprovar a necessidade de reforçar os serviços de zeladoria na região, principal problema apontado por aqueles que moram nos bairros sob jurisdição da Sub Lapa. “Tenho circulado muito por aqui e vi a quantidade enorme de buracos no asfalto e a grama alta nas praças da região, isso me incomoda muito. A meta é realizar, o quanto antes, mutirões para acelerar os serviços de tapa buraco, corte e poda; já chamei a empresa responsável para conversar e vou trabalhar para aumentar o efetivo”, afirmou. A questão dos moradores de rua, especialmente na área da Vila Leopoldina, também chamou a atenção do subprefeito. “Sobre isso, já tive reuniões importantes com o prefeito”, informou.

Para Freitas Neto, o papel de um subprefeito, além de zelar e fiscalizar, é defender os interesses da população de uma região. E isso, ele ressalta, só é possível ao estabelecer um diálogo aberto com os moradores. “Por isso, minhas portas não estão abertas, mas escancaradas para receber vocês”, fez questão de frisar o subprefeito.

Ao assumir após um período longo de trocas constantes na administração da Sub Lapa, Freitas Neto enfatizou que aceitou o cargo por ter o apoio total do prefeito Ricardo Nunes para fazer uma gestão duradoura. “Ficando pouco tempo no cargo, um administrador não consegue deixar sua marca em termos de políticas públicas e a região perde com isso”, disse.

 

Aliados no Legislativo – Responsável pela indicação de Ismar de Freitas Neto para a Subprefeitura da Lapa, o vereador Rubinho Nunes destacou que o trabalho do novo gestor será importante para colocar a sub no alto do ranking das melhores subprefeituras da cidade. “No legislativo, vou dar todo o apoio ao Ismar no sentido de direcionar recursos e aprovar projetos importantes para a região”, salientou.

Já o líder do governo na Câmara Municipal, Fábio Riva, aproveitou o encontro para dar as boas-vindas ao novo subprefeito com uma boa notícia para os moradores da região. “Hoje demos um passo importantíssimo na luta pela reabertura do Hospital Sorocabana, aprovando, em primeira votação, a autorização para que o hospital seja doado ao município”, informou.

 

Símbolo de união – Na abertura do encontro, o diretor da Página Editora e do JG, Ubirajara de Oliveira, ressaltou a importância da retomada dos encontros e a presença expressiva da comunidade. Suspensos no período da pandemia, os “Cafés com a Comunidade” são promovidos desde 2007 e já receberam, além de diversos subprefeitos da Lapa, vereadores, deputados e senadores. “Esses eventos cumprem o papel fundamental de aproximar a população dos gestores públicos, promovendo a troca de ideias que visa sempre trazer melhorias para a região”, enfatizou Oliveira. “Para que haja esse desenvolvimento, é preciso, antes de tudo, união. Por isso é simbólico que este encontro de retomada aconteça aqui no União Fraterna, um ícone que remete à confraternização no bairro”, disse.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY