Projeto de piscinões não resolve problema de drenagem dos córregos Água Preta e Sumaré, diz CADES Lapa

0
168

Foto: Divulgação CADES Lapa

Divulgação CADES Lapa
1- Praça São Crispim: acúmulo de água poderia ser resolvido com pequenos reservatórios

A área das praças Rio dos Campos e São Crispim, na Lapa, é formada por um grande número de árvores adultas de grande porte, que ajudam a reter a água das chuvas e ajudam a diminuir o impacto das enxurradas, retardando o volume de água que desce para as baixadas. Mesmo assim, a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB) tem projetos para a construção de dois piscinões no local, visando a drenagem das bacias dos rios Água Preta e Sumaré. As obras, segundo alerta o Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável – CADES – Lapa implicaria na retirada de mais de 70 árvores e diminuiria a drenagem natural do terreno.

“O que nós defendemos é que seja pensada uma solução para o local que não impacte o meio ambiente, como, por exemplo, a construção de parques lineares, com reservatórios de contensão menores, espalhados pela região”, explica o conselheiro do CADES Lapa, Eduardo Mello.

Segundo ele, a comunidade é contrária à construção dos piscinões e isso foi veementemente manifestado em uma reunião do conselho, com a participação da SIURB, realizada no final do ano passado. “Nesses casos, a legislação diz que a população deve ser ouvida, mas a prefeitura está impondo uma solução, sem que esta seja discutida com os moradores”, afirma.

Mello informa que o CADES Lapa está mobilizado para redigir uma proposta para a área que contemple as necessidades dos moradores. Para isso, será formado um Grupo de Trabalho específico para estudar o projeto.

Já de acordo com a SIURB, nas reuniões realizadas com os moradores, os técnicos deixaram claro que o piscinão na Praça Crispim vai auxiliar no controle das cheias que atingem hoje o Mercado e o Terminal da Lapa e que, segundo os estudos realizados, outros locais para a construção do reservatório se mostraram inviáveis. Segundo a secretaria, os sistemas de drenagem sustentável, como os jardins de chuva, não substituem os reservatórios, mas são complementares, e destaca que o piscinão previsto para o local será fechado, o que permitirá a reconstrução da praça sobre o mesmo.

Praça Nova Lapa – O projeto Horta Viva da UBS Parque da Lapa retoma sua agenda de atividades em 2023 na Praça Nova Lapa. A programação conta com encontros em torno do tema alimentação saudável, toda última sexta-feira do mês, às 10h, com uma nutricionista da unidade de saúde. O primeiro evento será dia 27/1, com o tema “Receita de Bolo Saudável e Aproveitamento Integral dos Alimentos”. Na rua Maria Augusta Thomaz, s/n, em frente ao Cemitério da Lapa.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY