Agostinianos deixam legado na Hamburguesa

0
284

Foto: Arquivo JG

Arquivo JG
Frei Marcus, pároco da igreja, irá para o Rio de Janeiro.

O clima é de despedida, com sentimento de gratidão e emoções já não mais disfarçados pelos paroquianos e religiosos da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, na Vila Hamburguesa. Depois de mais de 60 anos de atuação pastoral,  a ordem dos Agostinianos Recoletos, cujo patrono é Santo Agostinho,  deixará de ser responsável pela paróquia da rua Brentano, que estará, a partir de fevereiro,  sob os cuidados da Arquidiocese de São Paulo.

Os quatro religiosos agostinianos que atualmente se revezam nos serviços religiosos e paroquiais foram transferidos para outras cidades. O pároco Frei Marcus Vinícius Coelho atuará no Rio de Janeiro. Para ocupar o seu lugar, a Arquidiocese nomeou o padre Flavio Heliton da Silva, que vinha servindo como pároco na Paróquia Santa Mônica, em Pirituba.

No sábado, 28, os agostinianos da Hamburguesa se despedirão com missa concelebrada, às 18h, pelo Cardeal-Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Scherer, e pelo Bispo Regional da Lapa, Dom José Benedito Cardoso.

Seis décadas de serviços – A história da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes da Vila Hamburguesa tem início na simplicidade de uma estrebaria na rua Nanuque, 335. No início não havia igreja para celebrar as missas e reuniões da comunidade. O templo foi construído posteriormente. Sua inauguração ocorreu no dia 21 de abril de 1960, data em que o Cardeal Motta, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, assinou a ata de criação da paróquia.

A nova igreja foi confiada aos freis da Ordem dos Agostinianos Recoletos, que a assumiu de imediato. No dia 23 de outubro de 1960 tomou posse o primeiro pároco, Frei Rosalvo de Miranda. A primeira igreja paroquial foi inaugurada no dia 11 de fevereiro de 1962 e no princípio de 1980 deu-se início a construção da Igreja definitiva, que foi inaugurada no dia 19 de dezembro de 1993.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY