Sesc Pompeia traz reflexão sobre distopia ambiental

0
121

Foto: Divulgação

Divulgação
Performance antevê futuro apocalíptico

A última árvore na face da terra é encontrada despedaçada. Sobreviventes do colapso ambiental tentam fazê-la reviver por meio de aparelhos tecnológicos para que ela cumpra a vital função de umidificar a vida. Será possível recriar os rios voadores? A invenção dessa árvore-máquina conseguirá nos redimir?

Esse é o enredo da performance Corpo-Árvore, que acontece no Sesc Pompeia nos dias 22 e 23 de abril (sábado e domingo), às 17h. O espetáculo trará uma realidade futura de colapso ambiental. Nessa realidade, os humanos tentam recriar o sistema orgânico de uma árvore, criando assim uma espécie-máquina que, por meio de sua evapotranspiração, umidifique a vida ao seu redor e, quem sabe, restitua os importantes rios voadores que distribuem umidade pelo mundo.

Essa árvore-máquina germinará a vida? Nosso ser apartado da natureza será redimido por essa invenção? Os seres presentes terão seus afetos umidificados? Essas são algumas questões levantadas dentro do contexto apocalíptico – mas que dever ser encarado desde hoje – em que a performance acontece.

O espetáculo tem entrada franca. O Sesc Pompeia fica na Rua Clélia, 93 – Lapa

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY