Instituto Noa e JG realizam parceria para divulgar programa Escolas do Bem

0
150

Desde 2014 o Instituto Noa atua de forma sistêmica, integrando iniciativas públicas e privadas, para promover a transformação local. Um dos programas da ONG chama-se “Escolas do Bem”, que atua em quatro frentes: a primeira com a orientação de famílias sobre o desenvolvimento infantil na primeira infância (0 a 6 anos), a segunda foca na qualificação profissional de docentes da Educação Infantil, a terceira promove a solidariedade ao estimular as crianças com ações práticas de responsabilidade social, como a campanha de reciclagem de lacres de latinhas ou tampas plásticas que se convertem em cadeiras de rodas ou recursos para tirar animais abandonados das ruas, e por fim, a quarta frente do projeto tem como objetivo transformar espaços públicos através do brincar, com o estímulo às escolas para promover eventos para toda a comunidade, como feiras de troca de brinquedos e a revitalização de praças e parques. “Entendemos que se cada escola mudar o seu entorno, melhorando a vida de todos que estão ao seu redor, poderemos mudar bairros inteiros. Melhorando vários bairros, vamos melhorando também nossa cidade, e assim sucessivamente. O que muda o mundo é a colaboração entre as pessoas e o amor que têm no coração, não é um sistema de governo”, afirma Lucy De Miguel, idealizadora do programa Escolas do Bem e fundadora do Instituto Noa.

As escolas que aderem ao programa Escolas do Bem, além de contribuir para um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, tornam-se madrinhas de uma escola pública da mesma região.

Nesta semana, o Instituto Noa firmou parceria com a Página Editora, que atua na Zona Oeste de São Paulo desde 1997, sendo uma das suas publicações o Jornal da Gente com um público estimado de 123 mil pessoas da região. Para o diretor Ubirajara de Oliveira é fundamental apoiar iniciativas que promovam o desenvolvimento local. “Focar no micro, em ações que estão ao nosso alcance, contribuem para a transformação do macro. E isso depende de uma integração sólida das entidades locais e dos moradores, algo que sempre vimos na nossa região. Essa parceria com o Instituto Noa é muito bem-vinda porque há uma grande convergência do seu propósito com a nossa vocação. O estímulo de boas ações que beneficiam a comunidade e o envolvimento dos moradores com questões locais é particularmente importante neste caso por se tratar da formação de crianças que serão as futuras lideranças. É um processo salutar de renovação com o despertar da participação cidadã”, afirma.

Com a pandemia e a suspensão das aulas presenciais, o Instituto Noa teve uma grande queda das escolas participantes do programa. As atividades serão retomadas agora com a volta escalonada das aulas. As informações e instruções de como aderir ao Escolas do Bem estão disponíveis no site (https://escolasdobem.com.br).

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY