Lapa celebra 431 anos com atividades até o dia 23

0
76

Na terça-feira (12) a Lapa completa 431 anos e para celebrar a data estão previstas atrações e atividades. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo irá realizar a Feira de Artesanato da Lapa, entre os dias 9 e 23, na Rua Doze de Outubro. Durante a ação, 30 artesãos selecionados do Programa Mãos e Mentes Paulistanas poderão apresentar e comercializar os seus produtos para o público local.

No sábado (16), será realizada uma ação de saúde e cidadania, também na Rua Doze de Outubro, entre as ruas Clemente Álvares e Cincinato Pomponet, das 10h às 17h, com vacinação para humanos e pets, van com atendimento odontológico, atendimento do SEBRAE, van de atendimento à população LGBTQIA+, espetáculos de palhaços e artistas com perna de pau, entre outras atividades culturais. Entre os dias 18 e 22 de outubro a ação também contará com a presença do Cate Móvel e AdeSampa para orientações aos empreendedores. No sábado (23) será realizada uma missa pelo aniversário do bairro na Paróquia Nossa Senhora da Lapa, às 15h.

A centenária Casa Amarela faz sua homenagem para a Lapa ao disponibilizar o trabalho audiovisual do renomado fotógrafo ítalo-brasileiro Emidio Luisi sobre o primeiro imóvel da Vila Romana com histórias sobre a formação da Lapa. O vídeo está disponível no link (bit.ly/3uKCo6H).

O concurso Revela Lapa, organizado pela Sociedade Beneficente União Fraterna foi cancelado por causa da baixa adesão.

A história da Lapa começa em 1581, quando os jesuítas receberam terras junto ao Rio Emboaçava, atualmente conhecido como Rio Pinheiros. Entre os imóveis da então denominada paragem do Emboaçava, a partir de meados do século XVIII, destacou-se a “Fazendinha da Lapa”. Em 1743 os jesuítas deixaram a região e em 1765, toda a paragem de Emboaçava continha apenas cinco casas com 31 habitantes. Por volta do século XIX, a qualidade do barro nas margens do Rio Pinheiros favoreceu o desenvolvimento de algumas olarias e o crescimento do povoado. Com isso, a urbanização ganhou força.

Pouco tempo depois, a região começou a receber imigrantes que vieram trabalhar na estada de ferro Santos-Jundiaí, inaugurada em 1867. Com a ferrovia surgiram as primeiras indústrias da região, como a Vidraria Santa Marina e o Frigorífico Armour. Posteriormente as indústrias começaram a se expandir em direção a outras áreas como a Vila Leopoldina, Vila Hamburguesa e Anastácio.

Com a chegada dos bondes que saíam do Centro da cidade até a Rua Guaicurus o comércio começou a se desenvolver na região. Em 1908 foi fundada a Cooperativa dos Operários da Ferrovia na Rua Doze Outubro. A partir de 1943, com a inauguração da rodovia Anhanguera, o bairro passou por grandes transformações. Em 1954 foi criado o Mercado Municipal da Lapa e em 1966 o Ceasa – atual Ceagesp, na Vila Leopoldina. Em 1968 foi inaugurado na Rua Catão o segundo shopping da cidade, o Shopping Center Lapa. Desde então a Lapa continua se expandindo e atraindo mais moradores.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY