Marco da Lapa de Baixo é devolvido à praça

0
148

Após grande mobilização comunitária, a roda de ferro que faz parte do monumento Marco da Lapa de Baixo retornou ao lugar que pertence, na Praça Sebastião Jayme Pinto. A estrutura foi idealizada por Hotelo Telles de Andrade, à época presidente da Associação Amigos da Lapa de Baixo (AALB), para que o monumento pudesse identificar a entrada do bairro. A instalação aconteceu em 11 de outubro de 2013 com a presença de autoridades e moradores. Com projeto do engenheiro Pedro Bondi e construção de Douglas Formaglio, o marco homenageia as duas ferrovias, Sorocabana e Santos–Jundiaí, que foram importantes para o desenvolvimento social e econômico da Lapa de Baixo.

Porém, em abril de 2014, menos de um ano após sua inauguração, o Marco da Lapa de Baixo sofreu seu primeiro ato de vandalismo, com o deslocamento da pesada roda de ferro, provavelmente em uma tentativa de roubo do material para ser revendido. A roda chegou a ser levada por criminosos, mas foi recuperada pela Polícia que a entregou à Subprefeitura Lapa. Moradores, como a líder comunitária Edna Martins, e membros do Conseg Lapa e da página do Facebook Fiscalizando São Paulo começaram um longo processo de cobranças para que a roda fosse devolvida.

Na sexta-feira (17) isso ocorreu, com a presença da subprefeita Fernanda Galdino. “Recebi essa demanda através do Marco Aurélio Ribeiro (Fiscalizando São Paulo) que me informou que já fazia tempo que ele estava pedindo a recolocação do Marco da Lapa de Baixo. Sabemos da importância que esse símbolo tem para a região e de todo o envolvimento da comunidade para colocá-lo nesta praça então estamos muito felizes de poder atender esse pedido da população”, afirmou a subprefeita.

Edna Martins, que também acompanhou à reinstalação, chegou ao local com fotos impressas da inauguração. “Acompanhei o trabalho do Doutor Hotelo, a dedicação dele para conseguir esse marco com ajuda do Exército e demais autoridades. Quando roubaram foi muito triste e a partir daí comecei a luta junto com o Conseg Lapa para devolver o marco. Foi uma luta ferrenha, mas felizmente conseguimos”, disse. Marco Aurélio Ribeiro, cofundador da página Fiscalizando São Paulo ao lado de Flávia Maia, destacou o trabalho de entidades da região. “Todo marco tem uma história por trás. Quando esses monumentos são roubados, furtados, apedrejados ou vandalizados é a história do bairro que está em jogo. Nós, como lideranças comunitárias, e neste caso tivemos o apoio do CIESP Distrital Oeste, do Conseg Lapa, do Fiscalizando São Paulo e da Dona Edna, cobramos isso não por nós, mas para a população, para mostrar a importância da história do bairro”, declarou.

A instalação precisou do uso de uma escavadeira para suportar o peso durante a recolocação da roda. As equipes de manutenção da Subprefeitura Lapa verificam a possibilidade de reforçar a fixação da peça com concreto.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY