Cuadra Flamenca estreia nova sala com ‘Las Imprescindibles’

0
951

Foto: Divulgação/Ignacio Aronovich

Divulgação/Ignacio Aronovich
Cuadra Flamenca apresenta 'Las Imprescindibles' nos dias 10 e 11 de março

A escola de dança Cuadra Flamenca programou dois espetáculos de ‘Las Imprescindibles’ nos dias 10 e 11 de março para inaugurar o novo espaço.

‘Las Imprescindibles’ são escritoras, poetas, pintoras e artistas, grandes mulheres da geração de 1927, na Espanha, que ao lado de homens como Federico Garcia Lorca, Salvador Dalí e Pablo Neruda, tiveram uma atuação importante, mas foram relegadas ao esquecimento. Inspirado no documentário espanhol Las Sinsombrero (Espanha, 2015), que resgata a história dessas mulheres, o espetáculo LAS IMPRESCINDIBLES, da Cuadra Flamenca, faz uma homenagem a esse grupo de artistas, que não tiveram o merecido reconhecimento em sua época. Para a maestra Vera Alejandra, diretora da Cuadra Flamenca, o tema foi escolhido como uma maneira de homenagear as mulheres e suas conquistas de todos os tempos. “Como sabemos, as mulheres vêm conquistando espaços cada vez mais amplos na sociedade, mas essas conquistas não foram fáceis, e sabemos que para isso passamos e continuaremos passando por episódios sofridos. Também sabemos que, muitas vezes, as mulheres não tiveram seu lugar reconhecido nos meios intelectuais e artísticos. Vamos dar-lhes seu momento de glória com nossa alma flamenca”, diz a maestra.

Flamenco-Div(1)

Quem são Las Imprescindibles? Ernestina de Champourcín (poeta), Maruja Mallo (pintora), Concha Méndez (poeta e editora), Maria Zambrano (filósofa), María Teresa León (escritora), Rosa Chacel (novelista), Josefina de la Torre (poeta, atriz e cantora) e Marga Gil Roësset (escultora e ilustradora) – todas elas mulheres de espírito livre, à frente de seu tempo, vivendo o frenesi e as dificuldades do final dos anos 1920. Muitas foram exiladas para seguir lutando por seus ideais. O Tablado da Cuadra vai trazer à luz a história dessas artistas nas coreografias, mencionando alguns poemas e canções, além de um belíssimo figurino com perfume de anos 1930. “É um dos figurinos mais bonitos de todos os nossos espetáculos, saias mais curtas, acessórios e maquiagem que remetem a essa década e a história dessas mulheres especiais”, diz Vera Alejandra.

Direção e coreografias Vera Alejandra, assistente de direção e coreografias Maissa Bakri, guitarra flamenca e arranjos Allan Harbas, guitarra Luccas Martha, cante Marcyo Alv Bonefon e Elsa Maya e a participação de todos os alunos da Cuadra Flamenca.

Tablado da Cuadra Las Imprescindibles, espetáculo da companhia e alunos da Cuadra Flamenca. Dias 10 e 11 de março, às 20h30, ingressos a R$ 35 (antecipado) e R$ 40 (no dia do espetáculo). R. Teodoro Sampaio, 1.035, tel. 3088-0291, cuadra@cuadraflamenca.art.br, www.cuadraflamenca.art.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA