Governador adia reorganização e secretário pede demissão

0
275

“Decidimos adiar a reorganização e rediscutí-la escola por escola, com a comunidade, com os estudantes e, em especial, com os pais dos alunos. Acreditamos nos benefícios da reorganização, 2016 será um ano de aprofundarmos os diálogos”, disse o governador Geraldo Alckmin na sexta-feira (4) durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes. ”Somos o quarto colocado no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) no primeiro ciclo, o ciclo 1, o terceiro colocado no ciclo 2 e o segundo colocado no ensino médio, avançamos muito com escolas em Tempo Integral. Somos o único estado brasileiro que investe 30% em educação, ninguém investe tanto no Brasil”, disse Alckmin, destacando o trabalho do Governo do Estado no avanço da Educação.

Durante a coletiva, Alckmin lembrou que o Estado de São Paulo já tem 1500 escolas de ciclo único. “São escolas que separam alunos do ciclo 1 (crianças de seis anos até 11 anos de idade), escolas de ciclo 2 (11 a 14 anos) e escola de ensino médio (14 a 17 anos)”. O governador promete aprofundar o diálogo. “Acreditamos nos benefícios da reorganização e isso fecha um ciclo que permite a gente ajudar também no ensino infantil, só na cidade de São Paulo faltam 150 mil vagas em creche, fora a pré-escola, então vamos dialogar, escola por escola”.

O anuncio de adiamento aconteceu após a ocupação de escolas e protestos de estudantes contra o plano de reorganização (em ciclos), ação do Ministério Público e queda de popularidade do governador. Na manhã de sexta-feira, o secretário da Casa Civil, Edson Aparecido assumiu as negociações – no lugar do secretário da Educação Herman Voorwald – e anunciou a realização de uma audiência pública sobre a reorganização escolar, para a próxima semana, no Memorial da América Latina. Com o adiamento, a audiência não foi confirmada pela assessoria de governo. Após o anuncio de Alckmin, o secretário de Educação entregou a carta de demissão. Voorwald estava no cargo desde 2011.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA