Praça perde espaço para ciclovia

0
252

Foto:

Faixa passa próxima da árvore no centro da praça e segue pela Avenida Antartica

A Praça Marrey Junior perdeu espaço para uma ciclovia implantada pela Prefeitura ao redor da seringueira, no cruzamento da Avenida Sumaré com Rua Turiaçu. Para a presidente da Associação Amigos da Vila Pompeia, Maria Antonietta de Lima e Silva, a diminuição da área verde é um absurdo, pois a região conta com poucas praças. Antonietta prevê o sufocamento das raízes pelo concreto da faixa para ciclista instalada próximo a espécie.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informa que o traçado da ciclovia na Praça Marrey Jr. desvia da vegetação, não interferindo com eventuais raízes, troncos, existentes. Questionada sobre a autorização para a construção na área verde, a CET ressalta que a legislação vincula a anuência de Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente nas intervenções em áreas verdes, somente quando há manejo de vegetação arbórea.
A pista em implantação segue pela Avenida Antártica, mas sem conexão do outro lado do viaduto. Segundo a CET, a ciclovia da Avenida Antártica está sendo implantada em seu canteiro central, seguindo o mesmo encaminhamento da Avenida Sumaré.

A ciclovia em implantação começa na Praça Marrey Jr. segue pela Avenida e Viaduto Antártica termina na Praça Luiz Carlos Mesquita, possui 1,5 km de extensão e percurso bidirecional, sobre o canteiro central do viaduto, sem redução nas faixas de rolamento, afirma a companhia.

A obra faz parte de medida mitigadora de pólo gerador de tráfego (contrapartida de investidores na região), mas a CET não informou o nome da empresa.
A nova faixa exclusiva para ciclistas faz conexão com a ciclovia da Sumaré e João Ramalho e será interligada futuramente com pontes que acessam a zona norte da cidade. A previsão de conclusão é dezembro. A CET não informou o valor do investimento.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA