Vamos falar de política

0
954

O título acima encerra um duplo significado. O primeiro deles manifesta nossa intenção de trazer novamente para a pauta das conversas comunitárias as eleições de outubro, para a Prefeitura e para a Câmara de Vereadores.

Para tanto começamos, já em julho, nossa série de encontros com os candidatos a prefeito que despontam com parcela significativa da preferência do eleitorado. A julgar pelo resultado da pesquisa Datafolha publicada nesta sexta-feira, serão necessários pelos menos dois encontros mensais nos três meses que nos separam do dia de votação para o primeiro turno.

Além disto, iniciamos contatos com os candidatos a vereador para agendar os cafés da manhã, para que eles falem para nossos convidados de suas experiências e propostas para a cidade, em particular para a região.

A importância destes encontros já se materializou no estreitamente de vínculos entre os eleitos e a comunidade, com resultados no estabelecimento de canais para o encaminhamento e soluções de demandas locais. O segundo sentido reforça a crítica que temos feito, sempre que pertinente, ao posicionamento de entidades que proclamam não fazer política, quando na verdade estão apenas confundindo conceitos e comportamentos afeitos à prática da política partidária. Todos nós devemos falar de fazer política que em essência significa escolhas com propósitos sociais e na defesa de interesses de grupos.

Falar de eleições é fazer escolhas. Portanto, vamos fazer as escolhas certas, deixando de lado interesses pessoais e propósitos escusos.

Ubirajara de Oliveira é diretor da Página Editora, responsável pela publicação do Jornal da Gente.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA